Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

S. Miguel Terapias

Somos terapeutas de Reiki, sediados perto de Almada, em Corroios, trabalhando voluntariamente em horário pós-laboral ajudando quem nos procura em busca de harmonização e equilíbrio energético.

Somos terapeutas de Reiki, sediados perto de Almada, em Corroios, trabalhando voluntariamente em horário pós-laboral ajudando quem nos procura em busca de harmonização e equilíbrio energético.

S. Miguel Terapias

Se quiser ser informado quando é inserido um novo texto ou vídeo neste blog, envie o seu endereço de e.mail para smiguelterapias@gmail.pt e ser-lhe-á enviada informação do título e tipo de documento inserido.
17
Mar12

Os sete chakras

smiguelterapias

Foram descritos os sete chakras principais nos posts anteriores.

Agora vamos ilustrar os chakras e mostrar o seu posicionamento.

 

 

Chakras

 

 Coronário

 

 Frontal

 

 Laríngeo

 

 Cardíaco

 

 

 Plexo solar

 

 Umbilical

 

 Básico

 

  

 

Muladhara - Básico

 

Svaddhisthana - Umbilical

    

  

 

Manipura - Plexo solar

 

Anahata - Cardíaco

 

 

 

 

 

 

Vishudha - Laríngeo

 

Ajna - Frontal

 

 

 

Sahasrara - Coronário

09
Mar12

O que são os chakras? Parte 2 (continuação)

smiguelterapias

O chakra cardíaco

 

Conhecido no Oriente como Anahata (o que não soa), tem a sua simbologia relacionada ao elemento Ar. A sua vibração eletromagnética assemelha-se à da cor verde e à da nota musical F (fá). Este chakra está relacionado, sobretudo, com a harmonização e integração das nossas “sombras”. O aprendizado necessário para o harmonizar está relacionado com a resignação diante das perdas e com a vivência da compaixão. Este chakra está relacionado diretamente ao coração, aos pulmões e ao timo, glândula relacionada ao nosso sistema imunológico.

 

Quando em equilíbrio, ele gera a vontade, a alegria e a força para suportar a dor; favorece a relação amorosa com as pessoas e com o mundo circundante. A pessoa passa a viver o amor incondicional, a compaixão e torna-se altruísta. É capaz de libertar-se do pensamento dualista e dos apegos. Possibilita, também, integrar as forças inferiores dos chakras já descritos com os superiores, que veremos adiante.

 

Em integração com o plexo solar, estimula o bom funcionamento dos sistemas endócrinos, favorecendo a absorção de proteínas, sais minerais e de vitaminas pelo corpo físico; harmoniza as ondas cerebrais, favorecendo a memória. Porém, quando ambos se encontram em desequilíbrio, obscurecem a emoção, causam entorpecimento intelectual, agitação, mudança brusca de humor, enfraquecimento da memória. Podem gerar problemas nos pulmões e no coração, aumentando a tendência para osteoporose (sobretudo em mulheres) e o enfraquecimento do sistema imunológico.

 

Sentimentos e atitudes que atrapalham o bom funcionamento destes dois chakras costumam ser: o orgulho, a agressividade, o egoísmo, a ambição, o desejo de mudança pela mudança, o radicalismo político ou religioso, o fanatismo, a tendência em julgar de forma parcial ou apaixonada, a tendência ao conflito, etc.

 

Para harmonizar tais chakras, devemos buscar o autoconhecimento, evitando o excesso de instabilidade emocional. Praticar meditação ou buscar concentrar-se num objetivo de cada vez ajuda também a reequilibrá-los.

 

O chakra laríngeo

 

Conhecido no Oriente como Vishudha (limpeza), possui a sua simbologia associada ao elemento éter. A sua vibração eletromagnética assemelha-se à da cor azul e à da nota G (sol). A comunicação, a criatividade e a clariaudiência são “temas” relacionados com esse chakra. O aprendizado necessário para o seu bom funcionamento está em expressar com segurança as emoções e os pensamentos.

 

Este chakra controla o funcionamento das glândulas tiroides e paratiroides e também a garganta, os brônquios, os pulmões, a faringe e os ouvidos. Está relacionado com a nossa expressão verbal e vocal, com a comunicação e com os mecanismos da clariaudiência.

 

O chakra frontal

 

Na verdade existem dois chakras muito próximos: o frontal (na testa) e o “terceiro olho” (entre as sobrancelhas). Neste livro, por razões didáticas, trataremos como se fossem apenas um. É conhecido no Oriente como Ajna (o comando), não está associado a nenhum elemento mas à dualidade primordial. A sua vibração eletromagnética é similar à da cor índigo ou violeta e à da nota A (lá). Está relacionado diretamente à mente não racional (intuição) e à clarividência.

 

Ele favorece, diretamente, o funcionamento da glândula pituitária, da pineal, o do sistema nervoso e, de certa forma, do cérebro. Costuma ser chamado de “chakra mestre”, uma vez que dirige e controla os demais chakras e as glândulas endócrinas correspondentes. Este chakra também está relacionado aos olhos e ao nariz.

 

Equilibrado, permite a integração dos dois hemisférios cerebrais além de estimular a hipófise e o sistema endócrino.

 

Os chakras laríngeo e frontal quando equilibrados, refletem-se em alegria, em comedimento, em gestos delicados e harmoniosos, em julgamentos moderados, inteligentes e racionais. Porém, em desequilíbrio, ocasionam a queda de cabelo, o odor ocre na cabeça, boca e axilas, a agressividade e os julgamentos contundentes, a histeria, o egocentrismo intelectual, a esquizoidia, a personalidade paranoide e o abstracionismo excessivo. Podem também favorecer a fuga da realidade material, a inflamação da garganta e a sonolência.

 

Os sentimentos e valores que costumam gerar desequilíbrios nestes chakras são, essencialmente, o orgulho, a prepotência e o materialismo.

 

 

Texto adaptado de "Os símbolos do Reiki e seus ensinamentos morais" de Adilson Marques

 

(Continua em Parte 3)  (Anterior em Parte 1)

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D